sexta-feira, 28 de abril de 2017

passar...ternura




"- abraçar as árvores é uma forma de...passar...ternura!"
frase de criança, no dia: 'abraçar a floresta'

começo a acreditar
desbravando mar
que há uma terra
de palavras amadas
como velas içadas
e ângulo de vento
a mudar quem erra.

há um mundo em mudança
nas mãos duma criança.



terça-feira, 25 de abril de 2017

43 anos



(ao 25 de abril)

houve dias que marcaram
dias que me mudaram.

hoje faz anos
que longe
a minha vida se alterou...
sem o prever
sem sequer o entender.

não sei se um outro 'eu'
em iguais circunstâncias
seria o mesmo que eu.

do mundo que guardei
de todos os momentos 
- espaços, tempos e gentes -  
sou produto do que amei.

estive sempre no lugar certo
no momento certo
com as pessoas certas.

posso considerar que tive uma incrível sorte.


domingo, 23 de abril de 2017

a tarde /ou o 21 da carris

era tarde 
esperava
por ti
ao entardecer
e cada minuto 
passava
sem ti
por compreender
e  mais triste ficava
enfim
ao anoitecer
sem estar a teu lado
os dois
cego por te ver.

e as horas passavam
lentas
no medo de te perder
e sem saber
que fazer
perdido que estava
sem te poder ver
chegaste
tarde
na tarde 
desse anoitecer
sem nada dizer.



terça-feira, 18 de abril de 2017

só mais um dia...



a manhã instala-se
 suavemente 
 sobre os montes 
 e vales 
 e a luz clara rasga a janela
 por onde entra a lua cheia
 a desvanecer-se no horizonte.

as águas regressam ao leito
onde os sonhos navegam
por entre ondas de paixão.

o ocaso incendiará os céus
e do sangue se fará matéria.

todas as estrelas brilharão
e do seu manto se fará pão.

é só mais um dia
onde os olhos tomam forma
e nada parece estranho.

sexta-feira, 7 de abril de 2017

um gesto simples

num gesto simples traçaste  o risco
em dedo suave ao tacto
sobre a pele
na fronteira do cabelo solto
em desalinho
e a testa na ruga do sonho surpreso
como se o dia fosse outro
e a noite não viesse
incomodar o sono do menino.

tudo era belo sob o céu azul do teu ninho.