quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

natal(idade)


Para os Amig(os)as:

Boas Festas e Ano Novo Pleno

imagem net


escrevo o teu nome no chão do meu olhar
com as estrelas de ontem a pesarem anos de solidão
e a terra, do céu infinito, não é mais do que um grão.

antes de seres, vais renascer, tantas vezes quanto outros quererão
mas, aos teus pequenos ombros, menino, esse grão, será toda uma imensidão.

na crença de alguns, tens o destino como missão, ao abraçares a dor na esperança da salvação.

LuísM_ 21.12.2017

5 comentários:

  1. Que belíssimo poema, amigo Luís!
    Um singelo pensamento numa quadra em que se entre-chocam tantos sentires e, permita-me, tanta fachada vã.

    Desejo-lhe Festas Felizes, um Natal de Paz e Harmonia, e que possa continuar: "escrevo o teu nome no chão do meu olhar", sinal que o olhar tem sentido e significado.

    Beijo de luar.

    ResponderEliminar
  2. Luís
    que belas palavras, para esta época.
    gostei tanto do poema!
    retribuo e agradeço os votos de Feliz Natal
    beijinhos
    :)

    ResponderEliminar
  3. Tudo pelo melhor em família e outros amigos

    ResponderEliminar
  4. Linda mensagem.
    Que o NATAL seja tempo de reflexão e que a sua magia e luz, consiga envolver o nosso coração, fazendo com que ele espalhe, um mundo infinito de estrelas de Amor e Amizade, para iluminar o caminho de todos aqueles que passam na nossa vida.
    Desejo-lhe um Feliz Natal e um Ano Novo repleto de saúde, alegria, sonhos realizados, paz e amor.
    Um abraço
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
  5. bonito poema de Natal,

    votos de Boas Festas, tudo bom para ti e Família
    caloroso abraço, meu amigo Luís Castanheira

    ResponderEliminar